CONCURSO PÚBLICO – EDITAL Nº 02/2023   EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA 206 – GUARDA CIVIL MUNICIPAL

.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAJURU

GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE CAJURU

ESTADO DE SÃO PAULO

CONCURSO PÚBLICO – EDITAL Nº 02/2023

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

206 – GUARDA CIVIL MUNICIPAL

 

A PREFEITURA MUNICIPAL DE CAJURU/SP, através do INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL NOSSO RUMO, CONVOCA os candidatos habilitados nas PROVAS OBJETIVAS, no TESTE DE APTIDÃO FÍSICA e no EXAME MÉDICO ESPECÍFICO, conforme estabelecido nos Capítulos 7, 8 e 9, respectivamente, do Edital nº 02/2023, observando a rigorosa ordem de classificação, para a AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA (com análise de perfil para o cargo) de acordo com as informações divulgadas neste Edital de Convocação e no Edital de Abertura de Inscrições.

 A AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA será realizada na EMEB ANDRÉ RUGGERI, R. CAPITÃO JOÃO BATISTA FERREIRA, 117, CRUZEIRO, 14240-000 - CAJURU - SP, na data prevista de 18 de fevereiro de 2024, conforme informações constantes na tabela abaixo relacionada e no Anexo I, deste edital.

A confirmação da data, horário, local e demais informações sobre a realização da AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA, é a constante neste Edital e no site do INSTITUTO NOSSO RUMO (www.nossorumo.org.br).

É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento da convocação para a realização da AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.

Ao candidato somente será permitida a participação da AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA na respectiva data, horário e local, a serem divulgados de acordo com as informações constantes no Anexo I, do presente Edital de Convocação.

O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos, munido de documento oficial de identidade original, conforme especificado no item 10.6 e seus subitens, do Capítulo 10, do Edital nº 02/2023, a saber:

O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos, munido de original de um dos documentos de identidade a seguir:

  • Cédula Oficial de Identidade; Carteira e/ou cédula de identidade expedida pela Secretaria de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Certificado de Reservista; Passaporte; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe, que, por Lei Federal, valem como documento de identidade (OAB, CRC, CRA, CRQ etc.) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) (com fotografia na forma da Lei nº 9.503/97);

Os documentos apresentados deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir a identificação do candidato com clareza.

Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização da Avaliação Psicológica, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

A identificação especial também será exigida do candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia e/ou à assinatura do portador.

Não serão aceitos como documentos de identidade: boletim de ocorrência que esteja em desacordo com o Edital,  certidões de nascimento; CPF; títulos eleitorais; carteira nacional de habilitação sem foto; carteiras de estudante; carteiras funcionais sem valor de identidade; cópia de documentos, ainda que autenticados; protocolos; documentos digitais (modelo eletrônico); comprovante de inscrição; cartão de convocação para as provas, documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados ou quaisquer outros documentos não constantes deste Edital.

A Avaliação Psicológica atenderá ao disposto na Lei 10.826, de 22.12.2003, no art. 4º, inciso III, Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004 e Instrução Normativa 001-DG/DPF, de 26.02.2004, que tratam da aferição de avaliação para porte de arma de fogo, para o Sistema Nacional de Armas.

10.8.1. A Avaliação Psicológica terá por objetivo avaliar o perfil psicológico do candidato, verificando as características de personalidade, aptidões específicas necessárias para portar arma de fogo, bem como ao desempenho eficiente das atividades inerentes ao cargo de Guarda Civil Municipal e consistirá na utilização de instrumentos de avaliação, que serão aplicados de acordo com as normas técnicas dos manuais.

10.8.2. Os Testes Psicológicos a serem utilizados, são validados em nível nacional e aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia, estarão embasados em normas obtidas por meio de procedimentos psicológicos, reconhecidos pela comunidade científica, como adequados para instrumentos dessa natureza e poderão ser aplicados tanto individual, como coletivamente, por meio das seguintes características e suas definições:

- Controle emocional: habilidade do candidato para reconhecer as próprias emoções, diante de um estímulo qualquer, antes que as mesmas interfiram em seu comportamento, controlando-as, a fim de que sejam manifestadas de maneira adequada no meio em que estiver inserido, devendo o candidato adaptar-se às exigências ambientais, mantendo intacta a capacidade de raciocínio;

- Ansiedade: aceleração das funções orgânicas, causando agitação emocional que pode afetar a capacidade cognitiva do candidato, devido à antecipação de consequências futuras. A preocupação antecipada leva a um estado de preparação física e psicológica, para defender a incolumidade pessoal contra uma possível adversidade, o que deixa o indivíduo em constante estado de alerta;

- Impulsividade: falta de capacidade para governar as próprias emoções, caracterizando-se pela surpresa nas reações e pela tendência em reagir de forma involuntária, inesperada, intensa e brusca, diante de um estímulo interno, ou externo, sem a possibilidade de haver prévio raciocínio sobre o fator motivante do ato impulsionado;

- Domínio psicomotor: habilidade cinestésica, por meio da qual o corpo movimenta-se com eficiência, atendendo com presteza às solicitações psíquicas e/ou emocionais;

- Autoconfiança: atitude de autodomínio do candidato, presença de espírito e confiança nos próprios recursos, estabelecendo contatos de forma resoluta e decidida. Capacidade de reconhecer suas características pessoais dominantes e acreditar em si mesmo;

- Resistência à frustração: habilidade do candidato em manter suas atividades em bom nível qualitativo e quantitativo, quando privado da satisfação de uma necessidade pessoal, em uma dada situação de trabalho, ou particular;

- Potencial de desenvolvimento cognitivo: grau de inteligência geral dentro de faixa mediana padronizada para a análise, aliado à receptividade para incorporar novos conhecimentos e reestruturar conceitos já estabelecidos, a fim de dirigir, adequadamente, seu comportamento;

- Memória auditiva e visual: capacidade para memorizar sons e imagens, tornando-os disponíveis à consciência, para a lembrança imediata, a partir de um estímulo atual;

- Controle e canalização produtiva da agressividade: capacidade do candidato controlar a manifestação da energia agressiva, a fim de que a mesma não surja de forma inadequada em seu comportamento, e para que, ao mesmo tempo, possa direcioná-la à realização de atividades que sejam benéficas para si e para a sociedade, mostrando-se uma pessoa combativa;

- Disposição para o trabalho: capacidade para lidar, de maneira produtiva, com tarefas sob sua responsabilidade, participando delas de maneira construtiva;

- Resistência à fadiga psicofísica: aptidão psíquica e somática do candidato para suportar uma longa exposição a agentes estressores, sem sofrer danos importantes em seu organismo e sem que tais agentes interfiram na sua capacidade cognitiva;

- Iniciativa: capacidade de influenciar o curso dos acontecimentos, colocando-se de forma atuante, não passiva, diante das necessidades de tarefas, ou situações. Tal capacidade implica uma disposição para agir, ou empreender uma ação, tomando à frente em uma determinada situação;

- Potencial de liderança: habilidade para agregar as forças latentes existentes em um grupo, canalizando-as no sentido de trabalharem de modo harmônico e coeso na solução de problemas comuns, visando atingir objetivos predefinidos. Facilidade para conduzir, coordenar e dirigir as ações das pessoas, para que atuem com excelência e motivação, estando o futuro líder disponível para ser treinado em sua potencialidade;

- Capacidade de cooperar e trabalhar em grupo: disposição do candidato para ceder às exigências do grupo, ao mesmo tempo em que se propõe a atender às solicitações de apoio, emprestando suas habilidades em prol da realização de ações para a conclusão das tarefas, visando atingir os objetivos definidos pelos seus componentes;

- Relacionamento interpessoal: capacidade de perceber e reagir, adequadamente, às necessidades, sentimentos e comportamentos dos outros;

- Flexibilidade de conduta: capacidade de diversificar seu comportamento, de modo adaptativo, atuando adequadamente, de acordo com as exigências de cada situação em que estiver inserido;

- Criatividade: habilidade do candidato para tirar conclusões e revitalizar soluções antigas a que chegou pela própria experiência anterior e vivência interna, apresentando então, novas soluções para os problemas existentes, procurando assim buscar formas cada vez mais eficazes de realizar ações e atingir objetivos, valendo-se dos meios disponíveis no momento;

- Fluência verbal: facilidade para utilizar as construções linguísticas na expressão do pensamento, por meio de verbalização clara e eficiente, manifestando-se com desembaraço, sendo eficaz na comunicação;

- Sinais fóbicos e disrítmicos: o primeiro termo diz respeito à presença de sinais de medo irracional, ou patológico. O termo seguinte refere-se à presença de traços de disritmia cerebral.

Para efeito de conclusão sobre a Avaliação Psicológica, o candidato ao porte de arma de fogo no cargo de Guarda Civil Municipal deverá ser considerado APTO ou INAPTO.

O candidato será considerado APTO para portar arma de fogo se tiver posicionado na faixa de normalidade contida no Manual dos Instrumentos utilizados.

Será considerado INAPTO o candidato que não apresentar perfil psicológico para portar arma de fogo e apresentar características restritivas ou incapacitantes para o exercício do cargo pleiteado.

Nenhum candidato INAPTO será submetido à nova Avaliação Psicológica no presente Concurso.

Após realização da Avaliação Psicológica, os candidatos serão reclassificados para efeito de divulgação do Resultado Final das Fases de Primeira à Quarta, considerando-se somente os candidatos APTOS.

A Avaliação Psicológica terá caráter eliminatório.

O candidato considerado INAPTO na Avaliação Psicológica ou que não comparecer para realizá-la, será automaticamente eliminado do Concurso Público.

A condição de saúde do candidato, no dia de realização da Avaliação Psicológica será de sua exclusiva responsabilidade e, caso exista a necessidade de se ausentar para atendimento médico ou hospitalar, o mesmo não poderá retornar ao local do teste, podendo ser eliminado do Concurso Público.

O local de realização da Avaliação Psicológica será de acesso exclusivo dos candidatos convocados e da equipe de coordenadores e aplicadores, não sendo permitido permanecer no local acompanhantes de candidatos, bem como aqueles que já realizaram a referida avaliação.

O candidato ao ingressar no local de realização da Avaliação Psicológica deverá, obrigatoriamente, manter desligado qualquer aparelho eletrônico que esteja sob sua posse, incluindo os sinais de alarme e os modos de vibração e silencioso.

O uso de quaisquer funcionalidades de aparelhos eletrônicos (agenda eletrônica, bip, gravador, notebook, pendrive, pager, palmtop, receptor, telefone celular, walkman, MP3 Player, tablet, Ipod, qualquer tipo de relógio) e/ou outros equipamentos similares, bem como protetor auricular e/ou fones de ouvido, implicará na eliminação do candidato, caracterizando-se tentativa de fraude.

Não haverá segunda chamada ou repetição das provas seja qual for o motivo alegado.

O candidato que se apresentar no dia da realização da Avaliação Psicológica com sinais de embriaguez e/ou de uso de entorpecentes, com alteração da capacidade psicomotora ou não, será impedido de realizar a Avaliação Psicológica, sendo de inteira responsabilidade do candidato esta ocorrência.

  • O candidato que necessitar de Comprovante de Comparecimento, deverá solicitar ao Fiscal responsável por onde estiver realizando a avaliação e retirá-lo junto à Coordenação Geral. Não serão emitidos Comprovantes posteriormente.

Caberá recurso da Avaliação Psicológica, conforme mencionado no Anexo III, deste Edital de Abertura, e o candidato, se assim desejar, poderá solicitar também a Entrevista Devolutiva.

Será facultado ao candidato, e somente a este, conhecer o resultado da Avaliação Psicológica por meio de Entrevista Devolutiva, para obter acesso às informações concernentes aos testes a que se submeteu.

A Entrevista Devolutiva será realizada em data e local a ser confirmado para o candidato através de Edital de Convocação.

Na Entrevista Devolutiva o candidato será atendido por um psicólogo que informará seus resultados na Avaliação Psicológica realizada.

O resultado provisório da Avaliação Psicológica será disponibilizado no endereço eletrônico do Instituto Nosso Rumo conforme data mencionada no Anexo III, do Edital de Abertua.

Informações adicionais sobre a Avaliação Psicológica serão divulgadas por ocasião da publicação do Edital de Convocação.

Caberá recurso do resultado da Avaliação Psicológica, conforme mencionado no Capítulo 14. DOS RECURSOS, deste Edital de Abertura.

O candidato deverá observar também as normas e os procedimentos contidos no Edital nº 02/2023, do Concurso Público.

E, para que ninguém possa alegar desconhecimento, é expedido o presente Edital de Convocação para a AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA.

 

Cajuru/SP, 09 de fevereiro de 2024.

 

ALEX MORETINI

PREFEITO MUNICIPAL DE CAJURU


ANEXO I

 

LISTA DE CONVOCAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA, EM ORDEM ALFABÉTICA, POR DIA E HORÁRIO

 

 

LOCAL: EMEB ANDRÉ RUGGERI

ENDEREÇO: R. CAPITÃO JOÃO BATISTA FERREIRA, 117, CRUZEIRO, 14240-000 - CAJURU - SP

INSCRIÇÃO

NOME

DATA DE NASCIMENTO

EMPREGO

DATA DA APLICAÇÃO

ABERTURA DO PORTÃO

FECHAMENTO DO PORTÃO

421-20

ARTHUR CARLOS RODRIGUES DE SOUZA

23/08/1992

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-173

BRUNO VICTOR APARECIDO BENEDITO

20/01/1992

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-110

ELINTON ROCHA DE OLIVEIRA

22/04/1991

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-133

GABRIEL PEREIRA DURAES DOS SANTOS

28/10/2000

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-12

GUILHERME OLIVEIRA DE SOUSA

15/12/1998

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-129

JAFE TEIXEIRA COSTA DOS SANTOS

18/11/1998

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-193

JESSE TEIXEIRA BERTOLDO DOS SANTOS

12/01/2001

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-102

JOÃO PAULO LIRA LIMA

19/08/1987

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-190

LEONARDO GARCIA LOPES

03/01/1993

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-65

LUIZ FERNANDO MAGALHÃES

22/12/1987

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-206

PAULO RODRIGUES DOS REIS

02/10/1991

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-153

RAFAEL RONDON DE OLIVEIRA

17/02/1996

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-39

VIVIAN APARECIDA DE OLIVEIRA

05/04/1988

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00

421-112

WESLEY ARANTES DA SILVA CINTRA

31/08/1993

206 - GUARDA CIVIL MUNICIPAL

18/02/2024

08h30

09h00