Primeira Conferência de Vigilância em Saúde 30/06/2017

A Secretaria Municipal de Saúde reuniu profissionais, munícipes e conselheiros da área no dia 27, na Casa da Cultura, para a 1ª Conferência de Vigilância em Saúde, para discutir o Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade.


        O objetivo é desenvolver ações para a construção de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde e para isso foram discutidos os eixos:


Eixo I – O papel da Vigilância em Saúde na integralidade do cuidado individual e coletivo em toda a Rede de Atenção à Saúde


- Sistema interligado de referência e contra-referência;


Eixo II – Acesso e integração das práticas e processos de trabalho das vigilâncias epidemiológica, sanitária, em saúde do trabalhador e dos laboratórios de saúde pública


- Desenvolver planejamento das ações de vigilância em saúde identificando as prioridades a partir da realidade territorial (análise da situação de saúde e indicadores) e do risco, considerando a interligação e integração da atuação com a vigilância em saúde e atenção básica;


Eixo III – Acesso integração dos saberes e tecnologias das vigilâncias: epidemiológica, sanitária, em saúde ambiental, do trabalhador e dos laboratórios em saúde pública


Construir a interoperabilidade dos sistemas de Informação em saúde, integrando dados epidemiológicos, ambientais, sanitários, saúde do trabalhador e assistência;


Eixo IV – Gestão do risco de estratégias para a identificação, planejamento, intervenção, regulação, ações intersetoriais, comunicação e monitoramento de riscos, doenças e agravos à população


- Construir e implementar políticas públicas e programas de Estado em saúde ambiental;


Eixo V – Gestão do risco de estratégias para a identificação, planejamento, intervenção, regulação, ações intersetoriais, comunicação e monitoramento de riscos, doenças e agravos à população


- Implementar políticas públicas integradas na área de saneamento ambiental e orientadas pelo modelo de sustentabilidade numa perspectiva de intersetorialidade das ações e corresponsabilidade de todos os setores da sociedade;


Eixo VI - Monitoramento de vetores e de agentes causadores de doenças e agravos, inclusive as negligenciadas


- Avaliação de cada município com mapeamento para suporte nas diferentes áreas (mão de obra, equipamentos e financiamento);


 Eixo VII – Implementação de políticas intersetoriais para a promoção da saúde e redução de doenças e agravos, inclusive as negligenciadas


- Normas regulamentadoras para regularização de intersetorialidades;


Eixo VII- A participação social no fortalecimento da Vigilância em saúde


- Envolver Conselho de Saúde juntamente com Vigilância em Saúde, para elaboração de informações relacionadas à situação de saúde do município visando conscientização da população com direcionamento aos meios de comunicação existente garantindo que as mesmas tenham circulação em seu território.


        As discussões continuarão em conferências que acontecerão em nível Estadual (setembro) e Nacional (novembro).     


        Para representar o município foram eleitos delegados e suplentes:


 Titulares:


Lucimar dos Reis (Usuário do SUS)


Rosalina Teruel S. Coelho (Usuário do SUS)


Neusa Maria Belini da Silva (Trabalhador)


Sônia Regina Álvares da Silva (Gestor / Prestador)


 Suplentes:


Fabiana de Araujo Dias (Usuário do SUS)


Cauana Cardoso S. do Carmo (Usuário do SUS)


Daiani Ap. Barbosa de Souza (Trabalhador)


Eliana Nascimento do C. Bastos (Gestor / Prestador)